Tudo o que você precisa saber sobre o fim da marca Motorola na linha Moto


O ano de 2015 será definitivamente lembrado como o ano do desaparecimento de uma das marcas que marcou gerações de pessoas. A fusão entre a Lenovo e a Motorola era algo certo desde 2014, quando a chinesa arrematou a empresa americana por 2,91 bilhões de dólares das mãos do Google. Agora, o que podemos esperar dos smartphones da linha Moto no futuro? Qual é a estratégia da Lenovo para a Motorola? Confira a seguir.

Uma vez Moto, sempre Moto!
Não se preocupem, vai levar um certo tempo até que a linha Moto seja rebatizada para outro nome, assim como aconteceu com as linhas Droid e RAZR num passado não muito distante. Na verdade, a estratégia da Lenovo é levar a linha Moto para países em que a Motorola ainda não tem uma presença tão forte, como na Ásia, por exemplo. No Brasil, podemos esperar por novos dispositivos Moto para este e o próximo ano; no entanto, dentro de até um ano, eles serão chamados de Moto by Lenovo.

Na verdade, o logo da própria Motorola passou por essa mudança, quando deixou de ser "a Google company" e passou a se chamar "a Lenovo company". No futuro, os smartphones da linha Moto também passarão por essas ligeiras mudanças visuais.

Abaixo, você confere o comunicado da Motorola:
A Motorola Mobility continua a existir como parte do grupo Lenovo e vai liderar as áreas de engenharia e design em todos os nossos produtos móveis. No entanto, para a nossa estratégia de marketing, vamos adotar duas marcas em smartphones e wearables e seguir daqui para frente, com Moto e Vibe globalmente.

A linha Moto será premium
O CEO da Lenovo já deixou bem claro sobre seu apreço pela Motorola, dizendo: “essa marca é o nosso tesouro. Nós planejamos não apenas protegê-la, mas torná-la mais forte”. Em entrevista ao canal CNET, o CEO da companhia revelou o desejo da Lenovo de tornar a linha Moto mais forte e premium em alguns países. E, na contrapartida, países como o Brasil serão contemplados com novos dispositivos da linha Vibe com preços mais acessíveis.

A linha Moto será mais forte em países onde a Motorola não tem muita presença.

Os dispositivos Moto ficarão mais caros?
Essa questão depende muito do cenário econômico do que a estratégia de ambas as empresas. Entre os anos de 2013 e 2015, vimos a Motorola sair da área do custo/benefício e explorar um nicho mais segmentado e com valores mais altos, como o Moto G, por exemplo, que passou de 600 para 1.500 em dois anos. Aliás, essa mudança no preço do Moto G a Motorola realizou enquanto pertencia ao Google e, mais tarde, pertencendo à Lenovo, os preços continuaram subindo.

Outro ponto envolve o time da Motorola que, ao contrário do que aconteceu com a Nokia, se manterá o mesmo. A equipe de engenheiros, desenvolvedores e marketing vai migrar para a Lenovo, ou seja, tudo poderá ser igual, desde o modo de comercialização dos produtos até o suporte e a assistência técnica.

Por fim, podemos dizer que a transição será menos dolorosa do que o esperado. Resta saber se a retirada da marca Motorola de circulação será uma boa ideia, visto que muitos usuários adquirem um produto pela marca. É difícil convencer usuários menos experientes, por exemplo, que a Xiaomi é uma empresa chinesa mas que desenvolve ótimos produtos. Acredito que o maior desafio da Lenovo será se posicionar como uma marca popular ao nível da Motorola no Brasil até que ocorram os primeiros lançamentos da linha Moto by Lenovo. 


*Gostou do site? De uma força para gente, curta nossa page no facebook e fique por dentro das novidades de tudo que rola no site!

Related

NOTICIAS E CURIOSIDADES 1931582648217485959

Postar um comentário

emo-but-icon

Canal Play android Apk no YouTube com os melhores vídeos sobre android (Dicas, Tutoriais e Gameplays). "Dê um PLAY em seu android".

Pesquisar este site

Carregando...

PLAY android APK

item