Os 7 maiores fracassos do Android em 2015: fail, fail, fail!

2015 está chegando ao fim e chegou a hora de examinarmos os eventos e transições em retrospecto. ...

2015 está chegando ao fim e chegou a hora de examinarmos os eventos e transições em retrospecto. O ano que acaba assistiu a grandes mudanças, como a criação da Alphabet e Sundar Pichai tornando-se CEO do Google, mas ele também assitiu a alguns momentos simplesmente patéticos. Estes são os sete maiores erros do Android em 2015.

1. A ferveção do Snapdragon 810
O problemático Snapdragon 810 foi um dos mais persistentes erros de 2015, basicamente porque ainda está sendo usado (e ainda está causando problemas).

Apesar de ter recebido uma “revisão”, no começo do ano o 810 e seu superaquecimento ameaçaram reputações de séries de smartphones e ameaçaram as chances da Qualcomm de permanecer a líder do mercado. Definitivamente, o Snapdragon 810 entrará para a história como um dos piores chipsets de todos os tempos no universo Android.

2. A Samsung descarta entrada para microSD e baterias removíveis
Essa mudança não era de todo imprevisível, mas ela ainda chegou como um choque para a maioria dos fãs da Samsung e veteranos da indústria. Com a série Galaxy S6, a Samsung removeu duas funções que eram consideradas fundamentais para seu sucesso anterior: memória expansível e bateria removível.

O cartão microSd pode voltar com o Galaxy S7, mas as baterias removíveis podem ter dado adeus definitivo à série Galaxy S.

3. A estagnação no design do HTC One M9
O design da HTC foi muito elogiado na sua séria top de linha, mas no mundo mobile nem sempre a vale a máxima “não se mexe em time que está ganhando”. Quando o HTC One M9 foi lançado, a opinião geral foi de que o dispositivo se parecia demais com o antecessor.

A mudança na aparência entre o One M7 e o One M8 representou uma progressão natural, mas quando o criador desses dispositivos deixou a companhia, parece que ninguém ousou interferir no visual da linha. O M9 trouxe pouquíssimas mudanças como uma forma diferente da câmera traseira e bordas mais acentuadas. Depois do M9, claro, o designer também saiu da HTC.

4. Tudo no Xperia Z3+
O Xperia Z3+ foi o pesadelo da Sony em 2015. Ele foi o primeiro smartphone embalado pelo Snapdragon 810 a ter sérios problemas de performance (o LG G Flex 2 teve sua performance reduzida e o One M9 esquentou bastante, nada mais do que isso). O Xperia Z3+ forçava o fechamento de apps, limitou a performance e deu muita dor de cabeça a seus usuários.

O Xperia Z3+ foi um desastre tão grande que a operadora norte-americana Verizon decidiu não usá-lo em seus planos, e apenas recentemente o dispositivo apareceu na loja oficial da Sony nos Estados Unidos. Com a chegada do Xperia Z5, não acho que alguém se lembre do Xperia Z3+ no ano que vem.

5. Nada de NFC no OnePlus 2
Neste ano a OnePlus chamou a atenção negativamente tomar a polêmica decisão de não integrar a função de NFC no OnePlus 2. O smartphone tampouco chegou com as mais modernas tecnologias de carregamento (sem fio ou rápido), mas foi mesmo a ausência de NFC que polarizou os fãs da linha.

O tempo, esforço e dinheiro gastos pela OnePlus para explicar a decisão de excluir um componente que custaria bem pouco para integrar ensinaram uma lição sobre como as opiniões de uma empresa deveriam levar sempre em consideração as demandas do público.

6. Todos estão copiando a Apple de novo
Muitas fabricantes do Android foram acusadas no passado de “se inspirar” exageradamente nas linhas de design da Apple, mas em seguida o universo Android pareceu ter dado seu grito de independência, e uma plataforma original ganhou também dispositivos original das fabricantes.

O sistema operacional Android está bem à frente do iOS, e o sistema da maçã está continuamente adicionando funções que o Android já tinha há anos. Contudo, em 2015, repentinamente todos parecem ter ficado com inveja do iPhone, e vimos aparelhos copiando o visual da Apple: Galaxy S6, Dakele 3, HTC One M9, Huawei Mate S com o Force Touch e o OnePlus X. Em 2016 seria bom ver aparelhos que se distanciassem do visual do iPhone.

7. What happened with the Nexus 5X?
Apesar de haver construído anteriormente dois dispositivos Nexus muito elogiados, a LG pisou na bola com o Nexus 5X. O sucessor do Nexus 5 era o dispositivo dos sonhos para os fãs do original, mas quando ele finalmente foi anunciado, não convenceu a muitos (e isso apesar do preço moderado no exterior).

Não há nada de errado com o design do Nexus 5X, e seu sensor de impressões digitais e câmera são competentes, mas apenas 2 GB de RAM e 16 ou 32 GB de armazenamento interno reproduzem exatamente as especificações do Nexus 5, dois anos depois. Assim não pode, assim não dá.

Na sua opinião, qual foi o pior erro do Android em 2015?

Fonte/Créditos: Kris Carlon AndroidPit

*Gostou do site? De uma força para gente, curta nossa page no facebook e fique por dentro das novidades de tudo que rola no site!

Related

NOTICIAS E CURIOSIDADES 8028836883428189845

Postar um comentário

emo-but-icon

Canal Play android Apk no YouTube com os melhores vídeos sobre android (Dicas, Tutoriais e Gameplays). "Dê um PLAY em seu android".

Pesquisar este site

Carregando...

PLAY android APK

item