Bootloader: o que é e para que serve?


Certamente você já leu ou ouviu falar dessa palavra: expressões como bootloader bloqueado, desbloquear o bootloader, etc., são comuns em tutoriais, mas afinal de contas o que é e para que serve o bootloader? Para os novatos no mundo Android e para todos que ainda não se aprofundaram no tema, desvendamos o mistério abaixo.Comecemos do início. O bootloader é um programa que entra em ação sempre que iniciamos nosso dispositivo, ativando o sistema operacional certo. O bootloader não é, portanto, algo exclusivo do Android. Ele está presente em todos os dispositivos dotados de sistema operacional: tablets, smartphones e PCs. Um computador, por exemplo, pode ter dois sistemas operacionais diferentes (dual boot). Nesse caso, o bootloader tem a tarefa de iniciar um ou outro se acordo com a preferência do usuário, ou de maneira automática.


O mesmo princípio se aplica também aos dispositivos Android, com a diferença de que nesse caso o sistema operacional em questão é um só. É o bootloader que irá determinar quando executar o Android ou quando entrar em Recovery Mode, o ambiente de execução independente do sistema operacional situado numa outra partição da memória interna. Através do Recovery Mode é possível limpar o cache ou restaurar os dados de fábrica sem precisar iniciar o sistema (uma solução útil se o seu dispositivo parou de responder aos comandos).


O bootloader é desenvolvido é fornecido diretamente pela fabricante do dispositivo e, dada a sua importância, localiza-se num local da memória que não pode ser facilmente modificada pelos usuários. Quando se deseja modificar um dispositivo Android, um dos maiores obstáculos é obootloader bloqueado. O que isso quer dizer? Um bootloader bloqueado carregará apenas sistemas operacionais autorizados por uma assinatura digital (signed). Quase todas as fabricantes de smartphones decidem bloquear o bootloader dos seus dispositivos, permitindo apenas o carregamento das suas versões do Android, e impedindo a instalação de qualquer outra ROM customizada. Para dar um exemplo, com o bootloader do Galaxy S3 serão carregadas apenas as versões do Android que a Samsung desenvolveu para o dispositivo.


Como já devem saber, para todo obstáculo no Android há uma solução. Para rodar ROMs customizadas como a CyanogenMod, será necessário desbloquear o bootloader, que então poderá iniciar também sistemas operacionais “não autorizados”. Para o desbloqueio do bootloadercada fabricante escolhe um método, que vai desde o envio de um comando simples via conexão USB a partir do PC até o download de um programa especialmente para a tarefa. É sempre bom destacar: exatamente porque o desbloqueio do bootloader permite a instalação de um software não autorizado, essa operação invalidará a garantia do seu dispositivo.
Atenção: o desbloqueio do bootloader pode requerer a habilitação das permissões de root no seu dispositivo.
Cuidado para não confundir o root com o desbloqueio do bootloader. Algumas vezes, este último pode ser pré-requisito do primeiro, mas alguns aparelhos podem ser rooteados com o bootloaderbloqueado, graças a alguns truques da comunidade Android.

Fonte: AndroidPIT

Related

NOTICIAS E CURIOSIDADES 1144445373436388492

Postar um comentário

emo-but-icon

Canal Play android Apk no YouTube com os melhores vídeos sobre android (Dicas, Tutoriais e Gameplays). "Dê um PLAY em seu android".

Pesquisar este site

Carregando...

PLAY android APK

item